NOSSA POLITÍCA

30 de abr de 2011

Brasil não tem só 60 mil casais gays, diz ONG


O presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis, contesta a informação preliminar levantada pelo  Censo Demográfico 2010, divulgada nesta sexta, que contabiliza mais de 60 mil casais homossexuais no Brasil. Embora o dado tenha surpreendido o comando da ong, para Reis, ele não corresponde à realidade.  “E esse número é só a ponta do iceberg. Temos muitas pessoas que não se assumem (homossexuais) por causa da família, da igreja, da religião. Daqui a 10 anos, esse número será de 600 mil!” - declara.
O Censo Demográfico 2010 incluiu a pergunta sobre “cônjuge do mesmo sexo” como tentativa de quantificar as novas formas de organização familiar existentes. O recenseamento também apurou quase 37,5 milhões de casais heterossexuais.
Para a ABGLT, os números do censo reforçam a necessidade de políticas públicas específicas para os gays. Reis aproveita para defender a aprovação do Projeto de Lei Complementar 122, que torna crime a homofobia. O texto está sendo apreciado pelo senado, mas enfrenta resistências.
“Não somos mais um ou dois casais gays que estão por aí. Somos 60 mil. É muita gente. Imagina esse povo numa fila para fazer casamento? Somos minoria, claro. Reconhecemos que os heterossexuais serão maioria sempre, mas é um número muito grande de gente que está tendo cidadania pela metade”, ressalta.

 Fonte: noticias.r7.com/blogs/christina-lemos
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: