NOSSA POLITÍCA

8 de set de 2011

Bradesco é condenado por fazer transações sem autorização

Transações Ilegais
O Bradesco perdeu o recurso contra a decisão que o condenava a parar de efetuar quaisquer transferências, pagamentos e/ou débitos sem prévia autorização dos clientes proferida pela 13ª Câmara Cível do Estado do Rio de Janeiro. A Ação Civil Pública contra o banco foi proposta pelo Ministério Público (MP) do Estado. O banco ainda pode recorrer da decisão. A sentença de primeiro grau havia condenado a instituição também ao pagamento de indenização por danos materiais no valor de R$ 2 mil a um consumidor lesado, além de honorários advocatícios de 10% do valor da causa.Um inquérito verificou junto ao Banco Central (BC) que havia 87 reclamações contra o banco, relativas a valores debitados de 1º de janeiro de 2007 a 01º de março de 2008. O BC considerou 86 dessas ações procedentes. Segundo o promotor de Justiça Carlos Andresano Moreira, responsável pelo caso, o banco desrespeitou o Código de Defesa do Consumidor, pois coagiu o consumidor a assumir o ônus financeiro de dívidas que não contraiu. Procurada, a assessoria de imprensa do Bradesco afirmou que o banco não se manifestará sobre processos que ainda não tiveram decisões definitivas.
Fonte Terra
Todos os direitos de reprodução e representação reservados.
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: