NOSSA POLITÍCA

1 de fev de 2012

Inquérito sobre morte de Amy pode ser invalidado

                               Mundo da Música em Foco                     
DivulgaçãoO inquérito sobre o falecimento da cantora Amy Winehouse pode ser considerado ilegal. A profissional responsável pelo veredicto de morte em decorrência do consumo excessivo de bebidas alcoólicas após um período de abstinência, a vice legista assistente Suzanne Greenaway, exerceu a função sem possuir os requisitos necessários exigidos pelo governo. As informações são do jornal inglês The Sun e da Associated Press.

Ela pediu demissão do cargo em novembro, depois que a irregularidade foi descoberta. Outros cerca de 30 inquéritos que estiveram sob sua responsabilidade podem ser considerados ilegais.
Suzanne foi indicada para o cargo de vice legista assistente em Londres por seu marido, o médico legista Andrew Reid. Mas as autoridades obtiveram a informação de que ela não era advogada registrada no Reino Unido por cinco anos, como a lei exige para que exercesse o cargo que ocupava.
Reid afirmou nesta quarta-feira que estava "confiante de que todos os exames foram feitos corretamente", mas se ofereceu para fazer novos exames e investigações se a família da estrela pedir. Já a família de Winehouse disse que está tomando "conhecimento das implicações disso tudo e decidirá se serão necessárias discussões posteriores com as autoridades".
Amy foi encontrada morta no dia 23 julho de 2011, aos 27 anos, em sua casa em Londres (Inglaterra).

Fonte:dgabc
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: