NOSSA POLITÍCA

25 de set de 2012

''CPI das Damas de Caridade'' Inquérito arquivado pela Câmara de Colatina

Fotos arquivo Rprodução GA
A Câmara dos Vereadores de Colatina arquivou ontem, 24 o pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investir supostos desvio de dinheiro público na Associação Damas de Caridade envolvendo a primeira-dama do município Júlia Deptulski.

O pedido protocolado sob o número 989 no último dia 17 sequer chegou a ser lido n as duas sessões que tramitou na Casa. O presidente da Câmara de Colatina Olmir Castiglioni (PSDB) confirmou ontem o arquivamento da matéria devido à retirada de uma das quatro assinaturas dos parlamentares que queriam investigar as denúncias de fraude.

Assinaram o pedido de abertura da CPI os vereadores Sérgio Meneguelli (PMDB), Charles Luppi (PSB), Helio Leal (PDT) e Erivaldo Leite Vento Levou (PMN).

O procurador geral da Câmara de Colatina Wallace Antônio do Nascimento garantiu que o vereador Erivaldo Leite Vento Levou protocolou por escrito a retirada da assinatura. “É um parecer técnico não político.

Pelo regimento é preciso um terço de 11 vereadores para aprovar uma CPI. Como o parlamentar declinou da decisão, o pedido não precisa ser lido nem entrar no expediente e será arquivado”, afirmou Wallace. Já o vereador Vento Levou evitou comentar a decisão de voltar atrás e abortar a CPI das Damas de Caridade.

Para o vereador Sérgio Meneguelli (PMDB) as denúncias são sérias e já estão sob investigação do Ministério Público Federal (MPF).

“Sou a favor da CPI para que não se cometa nenhuma injustiça. O conhecimento que tenho do caso foi através de jornais. Não vi documentos. Vamos esperar o resultado das investigações da promotoria”, disse Sérgio. Insatisfeito com o rumo da CPI, o vereador Hélio Leal (PDT) cobrou explicações na tribuna da Câmara. “Meu partido vai me cobrará explicações. O pedido de CPI foi protocolado formalmente exigimos explicações oficiais. É importante que seja lido”, destacou Hélio.

Foto. Nilo Tardin

Avalie o Conteúdo:

0 comentários: