NOSSA POLITÍCA

30 de out de 2014

“Pena eu estar só de passagem”, postou aluno morto em acidente

Uma das vítimas do acidente envolvendo um ônibus e uma carreta na noite de domingo em Ibitinga, no interior de São Paulo, publicou uma mensagem que pode ser interpretada por muitos como premonitória. José Vinícius Anzolin, um dos alunos da Escola Dom Gastão Pinto morto no acidente, alterou sua foto de perfil um dia sua morte para a frase: “Esta vida é uma viagem, pena eu estar só de passagem”. A alteração da imagem ocorreu às 11h47 do  domingo.
Amigos e até desconhecidos comentaram a mensagem deixada por Vinícius.  O colega Mateo Guerreiro falou sobre a infeliz coincidência da mensagem. “Poxa vida meu irmão, até parece que foi premonição, é de arrepiar, mas infelizmente você tinha razão, descanse em paz!”, publicou.
“Não existe acaso, ele pressentiu”, disse Patrícia Ventura. “Não conheço, mas de todo meu coração que Deus conforte seus familiares e os familiares de todas as outras pessoas, tô arrepiada de ver essa frase... Fica em paz”, falou a internauta Andressa Araújo, que ficou sabendo da morte dos estudantes pela imprensa.
Viagem sem volta
Pelo menos 13 pessoas morreram em decorrência de um grave acidente envolvendo um ônibus que transportava alunos de uma escola e um caminhão, no interior de São Paulo. A colisão ocorreu na rodovia Leônidas Pacheco Ferreira, em Ibitinga, no fim da noite desta segunda-feira.
Até o início da manhã de terça, a Polícia Rodoviária havia confirmado a morte de 10 pessoas, mas um corpo foi encontrado durante a retirada do caminhão pela equipe de limpeza. No final da noite de ontem, foram confirmadas as mortes de mais duas pessoas, internadas em Bauru. O grupo de alunos do ensino médio e de professores saiu de Borborema à 0h45 desta segunda-feira com destino à capital paulista. Eles foram assistir a um concerto da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) e depois foram para o Aquário da cidade.
Depois do passeio, o grupo retornava a Borborema quando o acidente aconteceu. O primeiro ônibus chegou à cidade por volta de 23h e o segundo às 23h45. O ônibus acidentado era o terceiro da frota.
“No começo da viagem estávamos próximos. Mas, como tivemos que parar para abastecer, acabamos nos distanciando. Depois que dois ônibus chegaram e o terceiro não, começamos a ficar preocupados. Foi quando o motorista do ônibus onde eu estava recebeu uma ligação do outro motorista avisando sobre o acidente. Pegamos o carro e fomos ver o que tinha acontecido. Foi um desespero. A polícia não deixou a gente chegar muito perto. Então fomos ao Pronto Socorro. Lá ouvíamos que ‘quem não estivesse aqui é porque estava morto’. Estamos muito tristes. A cidade está em luto”, disse a professora Vilma Benvindo de Camargo.

Acidente entre ônibus e caminhão mata estudantes em Ibitinga
Acidente entre ônibus e caminhão mata estudantes em Ibitinga
Enterro comove cidade
Os corpos de 10 vítimas, entre professores e alunos, foram sepultados na manhã desta quarta-feira em Borborema, no interior de São Paulo, cidade natal da maior parte das vítimas. O município com pouco mais de 15 mil habitantes amanheceu em completo silêncio.
A estimativa é que mais de 4 mil pessoas tenham passado pelo ginásio de esportes José Brasotto durante as cerca de 15h de velório. Pontualmente às 6h, dois padres celebraram uma missa no local, que foi precedida por uma celebração evangélica. Os cortejos começaram a seguir para o cemitério municipal por volta das 8h. A cada despedida havia muitos gritos de desespero dos familiares, choro e aplausos.
“Chocou todo mundo. Sou nascida e criada aqui e nunca tinha visto uma coisa tão grave”, comentou a aposentada Maria Aparecida de Souza.
Parte das vítimas foi sepultada lado a lado e os demais em túmulos espalhados. A prefeitura e comerciantes da cidade doaram terrenos às famílias que não tinham condições financeiras para comprar. da Silva, 68 anos, que conhecia a maioria das vítimas.
Investigação
O delegado responsável pelo caso, Carlos Alberto Oncon de Oliveira, de Ibitinga, vai aguardar o período de luto para começar a ouvir as testemunhas do acidente incluindo os dois motoristas, além de policiais e bombeiros que socorreram as vítimas. 
Com Informações: Terra
Fonte: Terra.com.br
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: