NOSSA POLITÍCA

15 de ago de 2010

Sobe e Desce: Confira os melhores e os piores da semana

FAMOSIDADES
                                                           Sob e Desce
Por  Pablo Daniel
  - Na semana em que a sexta-feira foi 13, até que os famosos se comportaram. Após uma onda de agressões, prisões e afins, o máximo que ocorreu nos últimos dias foi uma briga familiar que acabou fazendo com que a dançarina Adriana Bombom perdesse a guarda de suas filhas. Falando em baixinhos, Xuxa mostrou-se altamente egoísta ao desistir de participar do "Criança Esperança". O motivo foi que a loira não teria um número do tamanho do seu reino. Mega Desce para o episódio.
Quando o assunto é a programação da TV aberta tivemos ótimas surpresas. Caso do seriado a "A Cura", que promete ser mais um sucesso assinado por João Emanuel Carneiro e arrebentou na estreia. Tivemos a volta do “Central da Copa”, que acabou com a hegemonia carioca na audiência das terça-feira do programa "Ídolos" (Record). Outro que mereceu um Sobe essa semana foi Jô Soares. O apresentador tirou aquele ar de mofo do programa com uma edição para lá de divertida do seu programa especial de 10 anos.
Divulgação/TV Globo
Divulgação/TV Globo
Sobe 1: Ainda pode ser muito cedo para medir o sucesso de "A Cura", afinal somente um capítulo foi ao ar. Mas já na estreia deu para ver o capricho do diretor Ricardo Waddignton nas externas do seriado escrito por João Emanuel Carneiro. A dupla, que trabalhou também em "A Favorita", criou um clima de suspense que pode ter deixado o telespectador um pouco confuso, mas vale dar um Sobe pela ousadia do projeto. Em tempos em que predomina o politicamente correto, foi boa a ideia de apresentar um protagonista que fuma, apesar de ser médico. Com um elenco afiadíssimo, a única exceção atende pelo nome de Carmo Dalla Vecchia. Seu José Silvério parece uma versão de época perversa do desmemoriado Luciano de “Cobras e Lagartos”, também de autoria de Carneiro, que ele interpretou em 2006.
Divulgação/TV Globo
Divulgação/TV Globo
Sobe 2: Nos últimos anos muito se falou sobre o “Programa do Jô”. A audiência caiu e os críticos reclamaram da falta de novidades. Mas o apresentador mostrou que quando quer sabe fazer um bom programa. Prova disso foi a edição que comemorou os dez anos da atração na Globo e contou com a participação das novas caras do humor. Um papo sério sobre como fazer rir em tempos de politicamente correto (olha ele de novo aqui!) e, ao mesmo tempo, superengraçado. Bruno Mazzeo, Leandro Hassun, Marcelo Adnet, Dani Calabresa, Dadá Coelho e Flávia Garrafa mostraram porque são um sucesso quando o assunto é humor. Jô Soares bem que poderia aproveitar esse formato de mesa redonda, onde ele consegue prender melhor a atenção do telespectador. Um Sobe do tamanho do gordo para o programa.
Divulgação/TV Globo
Divulgação/TV Globo
Sobe 3: Ok, Tiago Leifert. Você pode se considerar o novo namoradinho do Brasil. Após deixar centenas de telespectadores que não moram em São Paulo – onde ele apresenta o "Globo Esporte" carentes, o loiro matou a saudade da galera alucinada por futebol com uma edição especial do "Central da Copa", devido ao jogo da seleção brasileira. O paulista caiu nas graças do público após conseguir quebrar o jornalismo engessado que reinou na Globo durante décadas. Leifert renovou o jeito de se transmitir a notícia com um toque despojado, totalmente conectado com as ferramentas da internet e, por vezes, irônico. Ao lado do comentarista Caio Ribeiro, o eles formam uma dupla imbatível na telinha da emissora carioca. O programa liderou a audiência, deixando o programa "Ídolos" em segundo lugar.
Divulgação/TV Globo
Divulgação/TV Globo
Desce 1: Xuxa Meneghel desistiu de participar da 25° edição do "Criança Esperança". De uma hora para outra, a apresentadora cancelou sua participação no programa, que tem como objetivo arrecadar fundos para crianças carentes. Sim, caro leitor, a "Rainha dos Baxinhos" tem todo o direito de não querer fazer um trabalho. Mas o nosso Desce vai para o motivo da desistência da estrela. Apesar da assessoria da mãe de Sasha não comentar o assunto, Wolf Maya disse na coletiva da atração que ela queria um número maior no programa. Segundo ele, com o cancelamento do programa que iria ao ar no domingo, a equipe teve que enxugar o tempo dos convidados. Levando em consideração que Xuxa se apresentou no projeto no ano passado - quando ele já era comandado por Maya -, alegar que não concorda com os novos rumos do show ficou parecendo desculpa esfarrapada. Nessa briga de egos, quem sai perdendo são as crianças.
Divulgação/Record
Divulgação/Record
Desce 2: "Ídolos" vem fazendo bonito no quesito audiência, o nível dos candidatos de 2010 é superior ao da edição passada, Rodrigo Faro vem se revelando um talentoso apresentador, mas as edições de quinta-feira do programa abusam da boa vontade dos telespectadores. O programa começa com um compacto do show de terça-feira, que não dura dois minutos. A partir daí, Faro começa a anunciar quem está salvo e quem vai para berlinda, repetindo exatamente tudo o que os jurados disseram no programa anterior. Essa lengalenga dura uma hora! Se houvesse um bom roteiro ou alguma coisa que acrescentasse ao clima de tensão a gente até aceitava. Mas, o apresentador repete pausadamente praticamente a mesma coisa para cada candidato e em certos momentos a pausa é tão longa que fica claro que foi um pedido do diretor para segurar a audiência. Um Desce para o programa de quinta do tamanho do suspense feito por Faro.
Arquivo Famosidades
Arquivo Famosidades
Desce 3: Em mais um capítulo da briga entre Adriana Bombom e Dudu Nobre, a dançarina perdeu a guarda das filhas. Mais uma vez, Olívia e Thalita, filhas do ex-casal saíram perdendo. Um Desce para essa disputa que só deve confundir ainda mais a cabeça das meninas. Prova disso foi o fato delas terem sido reprovadas na escola no ano passado. Adriana não gostou nada de decisão e agora só pode ver as meninas de 15 em 15 dias.
Acompanhe o Noticias em Foco no Twitter: http://twitter.com/fredwill20


Avalie o Conteúdo:

0 comentários: