NOSSA POLITÍCA

3 de jun de 2011

Estudante vende o próprio rim para comprar Ipod

         DESTAQUES
O Brasil não é o único país em que o iPad custa mais caro do que o normal.

Apesar de ser fabricado da China, lá ele também recebe algumas taxas que deixam o tablet mais caro. Ainda assim, há quem compre.
Mas um estudante chinês fez algo bastante diferente apenas para ter o poder aquisitivo necessário para comprá-lo: ele vendeu um rim.

Chinês vende rim para comprar iPad 2 (Foto: Reprodução)O rapaz, identificado apenas como Zheng, tem 17 anos e é estudante na provícia de Anhui, na China. Ele disse que uma empresa de compra e venda de órgãos entrou em contato com ele pela internet oferecendo 3 mil dólares pelo rim. O garoto aceitou a oferta e no dia 28 de abril a cirurgia foi feita. Zheng, no entanto, acabou não comprando o tablet da Apple e sim um laptop e um iPhone.

Ao ver os novos gadgets, a mãe do rapaz desconfiou e pressionou Zheng a contar toda a verdade. Ela então abriu uma queixa na polícia para tentar encontrar a agência que procurou o rapaz e comprou seu rim. O hospital em que a cirurgia teria ocorrido negou qualquer envolvimento.
Fonte: Vixi

Marido chama polícia contra mulher viciada em sexo
“Estava tentando proporcionar um orgasmo a minha mulher. Perguntei o que ela gostaria que eu fizesse, e ela mandou que eu usasse minha imaginação. Imaginei que eu a fazia ter um orgasmo e fui dormir«.

Esse tipo de piada não tem graça nenhuma para um turco que está casado há 18 anos.

Ele foi até uma delegacia no sudoeste da Alemanha, região onde ele mora, para buscar ajuda. O cara está dormindo no sofá de casa há quatro anos, para tentar escapar da sede
Fonte: Eui Heim

                      
Após pensar que fosse de verdade, polícia dá tiros em jacaré de concreto


Essas e outras noticías  as veses bizarras e , tambem sérias vc
emcontra no seisdias.com.br




         



  
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           
                                
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: