NOSSA POLITÍCA

8 de out de 2011

Dois suspeitos de matar árbitro de futebol em MS são presos pela policia

Suspeitos foram presos em flagrante durante assalto, em Nova Andradina.
Duas pessoas foram mortas atiros durante final de campeonato amador.

 Do G1 MS
Corpo de árbitro caído em campo (Foto: Divulgação/Novanotícias)
Árbitro foi morto com oito tiros
(Foto: Divulgação/Novanotícias)
Dois homens foram presos em Nova Andradina, a 297 quilômetros de campo Grande, suspeitos da morte de duas pessoas, entre elas, de um árbitro, durante partida de futebol amador, no dia 25 de setembro, no distrito de Nova Casa Verde, a 60 quilômetros do município. Os dois suspeitos, de 19 e 17 anos, foram detidos em flagrante, durante assalto a uma casa lotérica.
O delegado responsável pelas investigações, André Luiz Novelli, disse que a polícia havia reforçado a segurança em casas lotéricas, por conta da greve bancária. O alerta também foi dado depois que uma moto foi furtada na quinta-feira (7), estratégia comum dos ladrões, que utilizam veículos roubados ou furtados nas ações.
Novelli disse que os dois foram detidos durante o assalto na casa lotérica, em Nova Andradina. Segundo o delegado, uma das características do roubo foi igual ao caso de homicídio, a de que houve uma ligação para o 190 (da Polícia Militar), avisando de uma ocorrência em um local distante. “Como no dia do homicídio, ligaram para retirar a polícia do local e facilitar a ação”. Além disso, traços físicos seriam semelhantes aos divulgados em foto feita no dia das mortes, que mostra duas pessoas fugindo em uma motocicleta.
O adolescente apreendido foi levado para Unidade Educacional de Internação. O outro suspeito, de 19 anos, era foragido da cadeia pública de Dourados, desde o dia 8 de julho. Ele havia sido condenado por roubo.
O crime
O árbitro de futebol amador Flávio Urbanjo Domingos, 39 anos, e o auxiliar de serviços gerais, Alfredo Barreto, foram assassinados durante a final do campeonato. Segundo a Polícia Militar, um homem se aproximou do campo e atirou em Domingos. Depois, pulou a cerca e disparou mais três tiros. O juiz morreu no local, com oito disparos.
Alfredo Barreto correu atrás do homem, também foi atingido e morreu a caminho do hospital. O juiz era ex-policial, segundo dados da PM.
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: