NOSSA POLITÍCA

2 de out de 2011

Vingança: Lavrador mata homem a facadas em bar no distrito de Jacupemba em Aracruz

Vingança. Foi por isso que o lavrador Silmar Ferreira esperou oito anos para matar o homem que teria assassinado o irmão dele

"Vingança é um prato que se come frio". E foi por isso que o lavrador Silmar Ferreira da Silva, 30 anos, esperou oito anos até matar o homem que teria assassinado o irmão dele. No entanto, em depoimento à polícia, o suspeito alegou legítima defesa. Na noite de sexta-feira, Silmar estava em um bar, no distrito de Jacupemba, em Aracruz, quando Fábio da Silva Ucele - idade não informada - chegou ao estabelecimento.

Segundo o lavrador, Fábio estaria armado com uma faca. Sem dizer nada, teria avançado na direção de Silmar, tentando golpeá-lo. O lavrador chegou a ser atingido no braço esquerdo. Porém, conseguiu se esquivar e tomou a faca de Fábio. Em seguida, desferiu várias facadas na vítima e saiu do local. Fábio morreu logo depois.

A confusão foi presenciada por várias pessoas que estavam no bar. E demorou apenas poucas horas para que uma testemunha ligasse para a Polícia Militar, informando a autoria do crime e o paradeiro de suspeito.

Na tarde de sábado, uma viatura foi até a residência de Silmar. O lavrador foi localizado dentro do quarto que dormia, escondido em baixo da cama. Ele confessou que matou Fábio e disse que a rixa entre eles era antiga. Tudo devido ao assassinato do irmão de Silmar, que teria sido cometido por Fábio.

O suspeito foi levado para o departamento de Polícia Judiciária (DPJ) da Serra, onde foi autuado em flagrante. A arma do crime - apenas uma lâmina de faca, com cerca de 15 centímetros - foi apreendida pela polícia. (Ana Paula Mill) 
Com informações:  gazetaonline
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: