NOSSA POLITÍCA

22 de dez de 2011

Homem que vazou na web o filme X-Men Origens: Wolverine é preso

A pena é considerada uma das mais severa já registradas até hoje
Gilberto Sanchez, o homem acusado por disponibilizar na internet uma versão não finalizada do filme “X-Men Origins: Wolverine”, foi condenado a um ano de prisão. A pena é considerada uma das mais pesadas já registradas até hoje em casos de violação de direitos autorais, através de pirataria na web.
x-men-origins-wolverine"X-men Origins: Wolverine" estava disponível na Internet sem pós produção. (Foto: Divulgação/20th Century Fox)
Quem proferiu a sentença foi a juíza Margaret Morrow, da corte de Nova York. Sanchez se declarou culpado no começo do ano pelo crime de fazer o upload de uma obra com direitos autorais, que estava em preparo para distribuição comercial. A autora da ação é a 20th Century Fox, produtora do filme, que na época de sua disponibilização na internet não contava com os principais efeitos especiais, e estava em processo de pós-produção.
Sanchez alegou que comprou o filme inacabado de um indivíduo que ele conheceu em algum lugar do Bronx, que não foi identificado durante o processo. Depois da compra, o acusado disponibilizou a obra na internet um mês antes do filme chegar aos cinemas. Na época, uma grande discussão sobre compartilhamento e pirataria na internet surgiu, e com essa decisão, um precedente para novas penalidades foi criada.
“A sentença proferida neste caso é uma mensagem clara para os aspirantes a piratas na internet”, disse o procurador norte-americano Andre Birotte Jr, em declaração ao site especializado no mundo das celebridades The Hollywood Reporter. O promotor não poupa palavras no seu recado para aqueles que ele considera como “criminosos virtuais”: “O Departamento de Justiça dos Estados Unidos vai perseguir e julgar as pessoas que tentam roubar a propriedade intelectual em nosso país”, disse Birotte Jr.
Fonte:techtudo.com.br
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: