NOSSA POLITÍCA

16 de out de 2012

Reforma da ponte Florentino Avidos em Colatina ficará pronta em 2014

A reforma da ponte Florentino Avidos em Colatina ao custo de R$ 19,9 milhões de recursos estaduais entrou ontem, 15 em ritmo acelerado com a fixação das primeiras estacas para reforço os pilares da velha ponte construída sobre o Rio Doce em 1928.

Após quatro meses de atraso por conta de estudos de sondagem, as obras de reforma e ampliação da ponte com cerca de 700 metros ade comprimento estão previstas para terminar no inicio de 2014. Cada um dos 24 pilares da ponte será reforçado com 12 estacas de trilho de trem submersas a 25 metros de profundidade, informa o engenheiro Guilherme Moritz da Construtora Cejen.

Pedaços de madeira, pneus, lixo e entulho sobre os pilares que impediam a movimentação do bate-estaca flutuante exigiram a ação de mergulhadores para remoção dos obstáculos. Uma passarela de madeira com quase 800 metros de extensão está sendo construída para a movimentação dos 42 trabalhadores contratados nesta fase inicial da obra.

A ponte Florentino Avidos está sendo reformada por determinação judicial devido à constatação de rachadura e ferragem exposta em alguns pilares da ponte. Dados do Detran-ES indicam que 40 mil veículos em média circulam por dia sobre a ponte Florentino Avidos.

Segundo o engenheiro Guilherme os serviços de reforço devem durar seis meses aproximadamente, logo a seguir serão executadas as obras de alargamento da pista da ponte que passará de 6m para 7m60, além duas passarelas de 2m20 de cada lado destinada a pedestres e ciclistas. Hoje, o passeio de pedestres não passa de 1m20. Segundo Guilherme no pico da obra mais de 80 operários serão contratados com preferência na região de Colatina.

De acordo com a Regional do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) de Colatina a ponte Florentino Avidos será interditada parcialmente durante os serviços de ampliação da pista e criação das passarelas visando causar o menor transtorno possível ao trânsito na cidade.
Fonte: Nilo Tardin
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: