NOSSA POLITÍCA

8 de ago de 2010

07h56 Domingo, 08 de Agosto de 2010 tamanho do texto A- A+ Deslizamento de terra mata 127 na China; 2 mil estão desaparecidos Deslizamento de terra mata 127 na China; 2 mil estão desaparecidos Clique na imagem para ampliar Blogs + ver todos Janildo Silva A Paraíba E Seus Salários De Fome Clilson Júnior Agra Reativou O Lixão Do Róger ? Nilvan Ferreira Ricardo, A Pesquisa E Os Atropelos Duas Cabeças Fogueira De Vaidades antonio ivo bayeux brasil cassio governo gutemberg cardoso lula maranhao ricardo coutinho sttrans Um deslizamento de terra na região de Zhouqu, província de Gansu, noroeste da China, matou 127 pessoas e deixou quase 2 mil moradores desaparecidas. O número anterior de mortos era de 96. As equipes de resgate cavam e retiram escombros para encontrar sobreviventes. O incidente ocorreu após chuvas torrenciais que atingiram a região neste sábado, segundo informou a agência Xinhua. A população local é de etnia tibetana, e a área é dominada por íngremes colinas. Segundo a Xinhua, um vilarejo foi completamente soterrado. O deslizamento de terra derrubou casas e os destroços caíram no rio Bailong, que passa pela principal cidade de Zhouqu. Milhares de pessoas estão desabrigadas, e uma estação de água foi atingida. Aproximadamente 50 mil moradores da região foram atingidos pelo temporal e cerca de 19 mil pessoas que moram próximo à área do deslizamento tiveram de deixar o local. O primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, partiu de Pequim neste domingo em direção à província. Cerca de 3.000 soldados foram enviados para a área para fazer o resgate. Desde o começo de 2010, mais de 1.400 pessoas foram mortas em temporais na China. No Paquistão, nas últimas semanas, enchentes mataram mais de 1.600 pessoas.

18h21 Domingo, 08 de Agosto de 2010
Deslizamento de terra mata 127 na China; 2 mil estão desaparecidos
Um deslizamento de terra na região de Zhouqu, província de Gansu, noroeste da China, matou 127 pessoas e deixou quase 2 mil moradores desaparecidas. O número anterior de mortos era de 96. As equipes de resgate cavam e retiram escombros para encontrar sobreviventes.

O incidente ocorreu após chuvas torrenciais que atingiram a região neste sábado, segundo informou a agência Xinhua. A população local é de etnia tibetana, e a área é dominada por íngremes colinas. Segundo a Xinhua, um vilarejo foi completamente soterrado.

O deslizamento de terra derrubou casas e os destroços caíram no rio Bailong, que passa pela principal cidade de Zhouqu. Milhares de pessoas estão desabrigadas, e uma estação de água foi atingida.

Aproximadamente 50 mil moradores da região foram atingidos pelo temporal e cerca de 19 mil pessoas que moram próximo à área do deslizamento tiveram de deixar o local.

O primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, partiu de Pequim neste domingo em direção à província. Cerca de 3.000 soldados foram enviados para a área para fazer o resgate.

Desde o começo de 2010, mais de 1.400 pessoas foram mortas em temporais na China. No Paquistão, nas últimas semanas, enchentes mataram mais de 1.600 pessoas.
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: