NOSSA POLITÍCA

14 de ago de 2012

Impressora pode imprimir em um fio de cabelo

Ampliação da imagem de 50x50 micrômeros, impressa com a maior resolução possível (Foto: Reprodução)
Ampliação da imagem de 50x50 micrômeros,
impressa com a maior resolução possível
(Foto: Reprodução)
Pesquisadores da Agency for Science, Technology and Research (A*STAR) de Singapura criaram uma impressora a cor que alcança a maior resolução possível de uma imagem: cem mil pontos por polegada. O método, descrito no domingo (12) na revista Nature Nanotechnology, poderia ser usado para a impressão de pequenas marcas d'água ou mensagens secretas para propósitos de segurança, e para criar discos de armazenamento de dados de alta densidade.

Cada pixel destas imagens com ultrarresolução é composta por quatro postos em nanoescala selados com nanodiscos de prata e ouro. Variando os diâmetros destas estruturas (que tem o tamanho de dezenas de nanômetros) e os espaços entre elas, é possível controlar qual cor de luz reflexam. Os investigadores da Agency for Science, Technology and Research de Singapura usaram este efeito, chamado de cor estrutural, para estabelecer uma paleta inteira de cores.
Como prova da descoberta, a equipe imprimiu uma versão de 50×50 micrômeros da imagem de teste ‘Lena’. A imagem mostrada nesta notícia é uma ampliação dessa imagem que mede aproximadamente o mesmo que a largura de um cabelo humano. O novo método tem apresentado resultados com uma resolução dez vezes maior do que as melhores impressoras de tinta e de laser do mundo.
O cientista de materiais do A*STAR que dirigiu o estudo, Joel Yang, foi o primeiro a descobrir o efeito quando olhava para nanopartículas de metal no microscópio. “Vimos que poderíamos controlar as cores, desde vermelho até azul, controlando o tamanho das partículas”, disse Yang. Os cientistas acreditam que a impressão nunca terá uma resolução maior do que esta.

Informalçoes: Globo/ techtudo
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: