NOSSA POLITÍCA

1 de fev de 2015

Apontada como uma dos algozes do Santa Maria, Vale se compromete a reduzir consumo

 Divulgação/Sindaema
Foto: Divulgação/Sindaema
Considerada uma das responsáveis pela "morte" do Rio Santa Maria, a Vale anunciou nesta sexta-freira (30) que vai diminuir o uso da água fornecida pela Cesan. Segundo dados  do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Espírito (Sindaema), junto com a ArcelorMittal, a Vale consome quase 1 mil litros por segundo (l/s). 
 
Com a seca o percentual que não pode ser captado para dar continuidade ao rio até o seu destino ao mar, está praticamente nula, como se constata no trecho do Rio Santa Maria onde é feita a captação pela Cesan, em Queimados, na Serra. Quase todo o leito do rio está sendo desviado para captação, tratamento e distribuição para uma população de 600 mil habitantes da Serra, zona Norte de Vitória, parte de Cariacica e Fundão. E o agravante é que 25% de toda água captada vai para os processos industriais das empresas Vale e ArcelorMittal/Tubarão.
 
Na tarde desta sexta a Vale apresentou ao Governo do Estado um plano de ações para possibilitar uma redução total de até 40% no consumo atual de água fornecida Cesan.
 
Entre as ações emergenciais estão previstas a paralisação temporária das atividades da planta de hidratação de cal; novas ações voltadas à redução do consumo de água nas atividades operacionais; e a captação de água de fontes alternativas, como a instalação de novos poços subterrâneos no Complexo de Tubarão. Além disso, a empresa irá disponibilizar uma equipe técnica para estudar soluções de engenharia que venham a beneficiar o Estado como um todo.  

Com Informações: eshoje
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: