NOSSA POLITÍCA

3 de abr de 2011

TJD/ES barra Estádio Justiniano de Mello e Silva do Capixabão

Esportes                                                          

Por: Wendel Moraes/GA         

Colatina-Mais uma vez a Federação Capixaba de Futebol quer tumultuar o Capixabão 2011. Alvo de críticas e tido como uma das competições mais desorganizadas do Brasil, por causa de tantas irregularidades e decisões ridículas tomadas pelos coordenadores do campeonato, agora chegou a vez do Colatina sentir na pele o poder de fogo dos "grandões". O Tribunal de Justiça Desportiva do Espírito Santo (TJD/ES) puniu ontem o clube com a interdição preventiva do Estádio Justiniano de Mello e Silva, por 30 dias.  A decisão passa a valer a partir do dia 5 de abril, depois do jogo do Colá contra o Vitória na segunda feira (04/04). Segundo o presidente do TJD, Eduardo José Costa Reis, a punição é decorrente dos incidentes no fim do jogo contra o Aracruz (empate de 2 a 2), no dia 21 de março. Na súmula consta agressões de pessoas que estavam com camisas da comissão técnica do Colatina a integrantes do banco de reservas do Aracruz. Coisa que quem presenciou todo o jogo não viu acontecer. O que se viu naquele dia foi uma arbitragem desastrosa do senhor Robert Feres Machado (FES), que perdido em campo expulsou um jogador do Colatina por motivo algum; nem os atletas do Aracruz entenderam. Além disso no fim da partida quando o Colá vencia por 2 a 1, o zagueiro Rafael que havia sido atendido fora de campo, não teve seu retorno permitido pelo árbitro e aos 45 minutos da etapa final o time da casa sofreu o gol de empate. No dia dessa partida a equipe do Colatinanews estava em campo fazendo a cobertura e viu no fim do jogo o presidente do Aracruz se dirigir até a porta do vestiário do Colatina criando toda uma situação de tumulto. Vale ressaltar que o presidente só foi até o vestiário do time adversário depois que o policiamento já teria saído do estádio, o que dá pra entender qual era a real intenção do diregente do Aracruz; prejudicar o Colatina. Procurado pelo Colatinanews, o presidente do Colatina Célio Locatelli, disse que só ficou sabendo extraoficialmente da decisão da TJD/ES e assim que o clube tomar conhecimento oficial vai acionar o setor jurídico, pois, segundo o dirigente, o que está relatado em súmula não é verdade. Ele informou que um funcionário da federação entrou em contato com a diretoria do Colatina avisando que o jogo do Vitória, dia 04 de abril, segunda feira, já não seria no Justiniano e foi indagado de qual era a melhor opção para o time jogar; Célio respondeu: "Só temos uma opção. Jogar no Justiniano. Caso contrário o Colatina está fora do campeonato". A Federação voltou atrás, como sempre faz. Caso o clube não consiga reverter a punição, será tirado o mando da partida contra o São Mateus, na última rodada da fase, marcada para o dia 23 de abril. Depois do jogo contra o Vitória, o Colá joga contra o Linhares e contra o Rio Branco fora de casa. Aí sim, depois é o jogo contra o São Mateus, que a princípio era no Estádio Justiniano de Mello e Silva. Mais uma vez a Federação Capixaba de Futebol quer aparecer mais do que o próprio futebol. Ao invés de fazer seu real papel que é relizar uma competição de alto nível e resgatar o futebol do Espírito Santo, vem semana a semana tentando tirar proveito de situações absurdas e manda a campo árbitros despreparados e funcionários sem a mínima condição de trabalho que chegam até barrar a imprensa local no portão do estádio sem um motivo plausível. Depois vão pra frente das câmeras, emissoras de rádio e jornais perguntando: "porque será que o capixaba torce para clubes cariocas, paulistas, mineiros e outros e esquecem do nosso futebol"? Agora eu faço uma pergunta a eles:
Precisa responder porque?

Fonte: www.colatinanews.com.br
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: