NOSSA POLITÍCA

8 de nov de 2015

PREFEITURA E GOVERNO DO ESTADO TRAÇAM AÇÕES PARA A CHEGADA DA ONDA

Em uma reunião realizada na tarde deste sábado, equipes da Prefeitura e do Governo discutiram as ações de logística com a chegada da onda de dejetos proveniente da barragem de Mariana. Colatina é o município de maior preocupação, pois o Rio Doce é o único rio que abastece a cidade.
Ações conjuntas serão feitas para amenizar os transtornos. A Defesa Civil Estadual está montando uma base de operações em Colatina para auxiliar o município, bem como Baixo Guandu e Linhares, que também serão afetados. A prioridade é agilizar a retirada dos moradores de localidadesribeirinhas ao Rio Doce, e dos pescadores que costumam acampar ao longo do rio.
Segundo o prefeito Leonardo Deptulski na segunda-feira (09) o abastecimento será interrompido na cidade. “Essa medida serve de precaução. A passagem da onda de lama irá prejudicar a qualidade de água, e isso pode ser prejudicial a população. A lama também pode danificar os equipamentos que fazem o abastecimento e trazer mais problemas”.
Para evitar o desconforto nas escolas, as aulas da rede municipal de ensino estarão suspensas na terça-feira (10) e só serão retomadas após o abastecimento ser normalizado.
A Cesan dará o apoio para garantir o abastecimento por meio de carros-pipa em setores emergenciais, como os hospitais. O órgão também irá auxiliar o município nas análises que serão feitas na água.
A Defesa Civil Estadual acompanha a situação e tem monitorado, junto à Defesa Civil Municipal, o trajeto da lama. O Coronel Fabiano Bonno destaca que a população pode ficar tranquila, pois não vai acontecer nenhum desastre nos municípios.  

Informações: PMC
Avalie o Conteúdo:

0 comentários: